quarta-feira, 2 de maio de 2012

Meu momento meio "voyeur"...você já teve o seu?!


Ali estávamos nós, três personagens de uma história de prazeres, cada um vivendo seu momento...sua fantasia.
Pela primeira vez não tive pressa em entrar na brincadeira, dediquei-me ao meu momento voyeur, calmamente sentada na poltrona com uma taça de vinho apreciei os dois corpos em movimento, próximos à mim.
Duas pessoas entregues a paixão, ao desejo, sem se importarem por uma terceira estar a olhar cada ação que tinham...as carícias iam tomando forma em beijos cada vez mais ousados...mãos deslizavam pelos corpos entorpecidos pelo calor do tesão, o perfume no ar era delicioso de se sentir....
Ela se abria completamente para ele, se entregava sem reservas...seus seios era local de vastas carícias entre apertos, mordidas, beliscões e chupadas...sim chupadas junto a beliscões, na medida exata que provocavam gemidos de prazer....que a levava a tenra loucura de querer cada vez mais....e ele lhe dava...lhe dava em tapas...em mordidas....em cheiros e gostos. Sua xotinha mais que úmida evidenciava como tudo aquilo lhe era prazeroso...o quanto a fazia transbordar...e a simples menção que alguém estava ali a assistir à tudo parecia-lhe encher ainda mais de tesão...mais ela queria se empenhar nessa luxúria....e o fez....

Ele com seu caralho ereto a posicionou totalmente aberta e penetrou com vontade aquela xotinha molhada, estocava com vontade, como quem tem sede no deserto...hora tirava-lhe o caralho e deliciava-se sugando a xotinha dela como nunca antes...sugava tudo...e quando percebia que ela estava entrando em transe de tanto prazer lhe satisfazia com um tapa na xotinha, o que a levava a gemidos mais alucinados, enquanto sua xotinha jorrava extasiando-os...extasiando-me em minha visão...ele penetrava novamente...estocava....apertava-lhe os seios como quem quer sentir-se seguro....os dois ali delirantes e seus desejos sendo saciados....o ápice se deu....eles gozaram....riram e me olharam...um olhar convidativo...um olhar de vontade...um olhar de querer ir em frente nessa loucura alucinante...
Eu assistia a tudo me tocando...querendo sentir cada vibração que eles estavam à sentir...querendo ter aquele líquido escorrendo em mim....gozei ao meu próprio toque...a leve sensação que minha visão me proporcionava, me embriagava...nunca havia experimentado essa sensação de visão....mas queria mais, não me sentia saciada apenas com meu ato de voyeurismo...queria o gosto em minha boca....o cheiro em minha pele...e aqueles olhos desejosos em minha direção...

Era minha vez de adentrar na brincadeira...era vez dos meus desejos participarem de forma ativa....e o fiz...
Levei aqueles seios até minha boca e deixei minha mão escorregar para aquela xotinha que havia acabado de gozar...tinha que aquece-la novamente...não foi tão difícil assim...o perfume de nossos corpos ajudavam a enebriar-nos...meu momento voyeur tinha terminado...
Ele se aproximou por trás, me pegando de jeito, de quatro fiquei...ele me chupava a xotinha...lambia...sugava...indo até meu cuzinho que não parava de piscar...eu percorria a xotinha dela como uma leoa faminta...sedenta...queria tudo e ela me dava sem resistência alguma....nossos líquidos começaram a jorrar e a serem devidamente degustados pelas bocas que se movimentavam em forma ritmada em nossas xotas....o único som audível era o emitido por nossas sensações de prazeres, nossos gemidos....

Finalmente ele adentrou com seu caralho em meu cuzinho que tratou logo de engoli-lo com vontade...meus dedinhos adentraram na xotinha dela...e no mesmo ritmo seguiam meus dedos e o caralho dele...na mesma música cadenciada...com início lento...subindo conforme era permitido...sim, entramos num ritmo alucinado...apressado....forte....três corpos agora entregues....gemidos pelo quarto....ela levou suas mãos até meus seios acariciando-os enquanto meus dedos iam e voltavam apressadamente em sua xotinha....em dado momento abaixei a cabeça e enquanto meus dedos iam e vinham minha língua se movimentava no grelhinho dela...ele vendo meu movimento estocou mais forte seu caralho em mim....era puro prazer...pura entrega de três pessoas sedentas....que culminava em nossos gemidos agora mais fortes e distorcidos....agora não éramos três, éramos apenas um só...um só tesão...um só prazer...fomos além de nossos limites...bocas secas....sons comprimidos pelo tremor dos corpos...mais e mais...até o auge ser atingindo por completo...pelos três...

Caímos extasiados sobre a cama...agora o som que se ouvia era de nossas risadas misturadas as nossas respirações ainda ofegantes...ficamos assim por um tempo...abraçados...nos sentindo apenas...nos preparando para outra jornada em nossos prazeres infinitos...
De repente uma lembrança:...a porta da sacada havia ficado o tempo todo aberta....será que algum voyeur nos assistiu?! Essa ideia mexeu conosco mais uma vez...e torcemos: Tomara que sim!...e que assim como nós, tenha se deleitado em orgasmos.
E você, já viveu um momento assim, voyeur?! Já sentiu prazer assim com seu voyeurismo?!

“Sou um menino que vê o amor pelo buraco da fechadura. Nunca fui outra coisa. Nasci menino, hei de morrer menino. E o buraco da fechadura é, realmente, a minha ótica de ficcionista. Sou (e sempre fui) um anjo pornográfico.” (Nelson Rodrigues)

8 comentários:

Sorry i cant fly... disse...

Nunca vivi um momento assim, mas a leitura de tão excitante conto já me basta ;)
Bjlhões Anita.

Ƹ̵̡Ӝ̵̨̄Ʒ Dorei Fobofílica Ƹ̵̡Ӝ̵̨̄Ʒ disse...

O voyeurismo é próprio da natureza humana, também jamais vivi um momento assim ao vivo, mas basta pensarmos na reação de qualquer pessoa diante de uma cena de sexo em um filme qualquer, numa foto erótica e nos perceberemos dentro de algum grau de voyeurismo.

Bom demais, Anita!

Beijos em ti!

Ayesk@_Ursinh@ disse...

Nitinhaaaaaaaaaaaaaaaa!!!
Arrasou, Nitinha querida!
Hummm...nunca, nem pelo buraco da fechadura, tive o prazer de algo assim!!!
Prazer...digo prazer...pois fui aos píncaros do prazer, te lendo!!!


bjs doces carinhosos da sua ruivinha, e suculentos...como uma amiga minha morena e sensual sempre diz!!!rs



Ayesk@

Eroticamente (In) Correto disse...

Nitinha a bordo, e nos fazendo delirar em seu momento de puro tesão,...
É bom demais.

Bjokass do Capetão Nitinha!

• Eva Correia disse...

'Como eu gosto de viajar a bordo , essa tripulação com sua particularidade e intensidade, esse ultimo conto que acabei de ler ~além de ser completo com imagens nada "menos", começar a vespera de uma sexta cheia de malícia, desejo, tesão... é quase reter do contexto adrenalina pra um dia todo!! _Nitinha_ seu conto é rico em detalhes, e sobre o lado Vouyer eu ainda não participei, mas teria o prazer de ser convidada, não sei me concentraria apenas vendo ou se ficaria 100% tentada pra fazer parte. Beijos! Bom dia a todos da tripulação.*

LadySiri disse...

Oi Nitinha.
Adorei te ler por aqui. Seja bem vinda...estréia arrasadora. Adorei.
Bjs

Casa de Anita disse...

Muito bom estar nessa viagem com todos vocês.
E que nosso voyeurismo se aflore de forma prazerosa sempre.

Beijos suculentos em cada um,
Nitinha.

O Menino disse...

Não resisto a elogiar o excelente momento partilhado.

Namaste
O menino e a menina