sexta-feira, 10 de fevereiro de 2012

Doce tortura (por LadySiri)



Lady chega de carro ao meublé da estrada. Sai do estacionamento revelando suas pernas sob a saia justa. Como em todas as sextas, ela é pontual. Carrega a bolsa de pele e uma bolsa de papel na mão. Ali esconde a surpresa. Passou a semana toda imaginando o cenário e excitando-se quando a fantasia crescia dentro dela. 
Doug a espera no corredor. Sobem ao apartamento. Intrigado, ele olha a bolsa; ao entrar no quarto sua curiosidade tornar-se maior que a discrição e ele pergunta sobre o conteúdo. Ela sorri e lhe pede para que relaxe, que a deixe fazer, que ele vai gostar. Depois, lhe pede que se desnude e deite na grande cama. A intriga já começa a surtir efeito. Doug sente que o ardor cresce dentro de si. Ela faz uma cara de doce perversa e tira alguns lenços de seda da bolsa misteriosa. Senta-se junto dele e se esfrega suavemente pelo peito, pelos braços e desce até a barriga, entretendo-se com uma dança sensual sobre o umbigo. Desce um pouco mais, rodeia o pênis quase em ereção com um lenço e o gira em torno dele. A fricção sobre a pele sensível provoca calafrios e gemidos de prazer em Doug, que se abandona ao jogo. Lady segue o roteiro pré-estabelecido de sua prazerosa tortura: volta a passar o lenço entre os dedos das mãos e logo entre os dedos dos pés de Doug. O prazer aumenta. Os suspiros são profundos. Seu pênis lateja lentamente. Com a mesma lentidão, Lady acaricia os braços de Doug até que os estira para atá-los com o lenço na cabeceira da cama. Primeiro, um pulso, depois o outro; um tornozelo, o outro em seguida. Então, com toda a carga de sensualidade de que é capaz, Lady lhe sussurra que agora o tem à sua mercê, que o vai acariciar e o excitar tanto quanto ela quiser.


 Ele está totalmente subjugado. Lady se afasta da cama para iniciar um fino e sensual strip-tease. Doug está mudo, as palavras não cabem; ele desfruta o que vê. Depois que termina de se despir, Lady desliza as mãos em seu corpo e se acaricia com prazer e deleite. Enfia um dedo na boca e o chupa até enchê-lo de saliva; em seguido, o leva aos seus mamilos, que se eriçam. Doug está à beira do êxtase e desfruta contemplando-a de sua imobilidade. Ela põe mais lenha no fogo; seu dedo segue viagem para baixo e abre passagem entre os lábios da vulva. Os dois desfrutam... Ele não pode se mover nem tocá-la; está tão perto, mas tão inacessível quanto se estivesse longe. Quando a tensão erótica se torna insuportável, ela se aproxima e começa a lamber os dedos dos pés dele, sobe pela panturrilha, segue por dentro das coxas e rodeia as virilhas com a ponta da língua, até que seus lábios se fundem com a cabeça do pênis, já a ponto de estalar.




5 comentários:

{Mansinho}_da Loirinha disse...

Lindaaaa Lady que adoramos que DOCE TORTURA DELICIOSAAA.... porque você fez tamanha crueldade COM ESTE SUB TÃO LOUCO POR TUDO ISSO, uma hora dessas Ladyyyy??? Com Nostra Loirinha sonhando conosco.... você me desnorteiaaaa de prazer ASSIM Ladyyy.... ADORO calafrios e gemidos de prazer Linda Lady.... acho que vc imagina como me deixou né rsrsrs.... adoro te ler lindona, leitura sempre sofisticada, num misto perfeito e delicioso de tesão e "Lady" com pitadas, muito discretas, de humor.... PERFEITO!

Beijos Triplos e MUITO OBRIGADO por seu carinho por NÓS delícia... inté....

Sexy Couple disse...

Huuummm...que sugestão deliciosa na entrada do fim de semana.
Gostei...fiquei com ideias (quentes)...
Ana

www.er0tika69.blogspot.com

SexyButterfly disse...

CADÊ - MEUS - LENÇOS ???????

Vou já revirar as caixas que ainda estão fechadas....kkkkk

Coisa deliciosa, mulher! Logo hoje que acordei com gostinho de quero mais.... Ai, ai, ai!!!

beijos borboléticos!

Eros e suas experiências. disse...

Minha adorada e doce Lady, até eu aqui me senti torturado nossa que deliciaaaaaaaaaaa e agora fico como? rsrsrsrsrs

Beijos e abraços

Eroticamente (In) Correto disse...

Devia ter uma Lei Mario do Penho viu,... Prá gente por na cadeia torturadoras,... na cadeia aki de casa,... rsrs




Beijo do Capetão!