quinta-feira, 5 de janeiro de 2012

Sobre o Loucura...

Sabe aquele dia em que tudo dá errado, mas que no finalzinho da prorrogação algo acontece e salva tudo? Bem aquele foi um desses dias...

Tudo certo para um fim de semana sozinha em casa, depois de muito tempo, iriam todos viajar!  E já tinha tudo planejado, sair com as meninas e dançar muito! Mas as coisas nem sempre saem como planejamos...

1ª chatice: Levei eles ao aeroporto e o voo atrasou saí de lá quase 2 da manhã, P. da vida e fui direto para casa sem animo para mais nada naquela noite! Mas tudo bem, ainda tinha o sábado... Iria trabalhar pela manhã e deixaria a tarde para um cinema e a noite livre para extravasar.

2ª chatice: perdi a hora e só cheguei na empresa perto do meio dia. Mas ainda dava tempo de salvar o cinema no final da tarde e sair para a balada mais tarde. Ninguém disponível para um cinema! Tudo bem, resolvi ir sozinha mesmo, mas uma dor de cabeça, me faz desistir! Fui para casa tomar alguma coisa para sair mais tarde.

3ª chatice: minha amiga, ficou de me ligar para sairmos. Esperei, esperei e nada! Lá pelas 21, já desanimada por causa da dor de cabeça que não passava e dela não ligar, resolvi entrar no msn para conversar um pouco, ninguém online! Decidir, então, fazer uma coisa que há muito tempo não fazia, entrar num chat.

Nesse ponto as coisas começaram a mudar...


Comecei a teclar com um cara bem legal, logo estávamos no msn. Assim como eu, ele estava sozinho, a namorada tinha viajado e ele estava chateado em casa, queria sair mas não poderia ser com os amigos que tinham em comum.

No meio da conversa, ele propôs um encontro... Como os dois estavam sem amigos para sair, então sairíamos para aliviar a chatice daquele sábado. Claro que não aceitei! Imaginem a loucura: sair com uma pessoa que não tinha a mínima ideia de quem era ou como era. Mas ele não se deu por vencido e começou o processo de me convencer a aceitar....

Loucura 1: ele abre a cam dele, agora já sabia como ele era, mas ainda assim não sabia quem era ele. Sua proposta foi a de nos encontrarmos num posto de combustível , assim haveria câmeras e eu poderia me sentir mais segura. Lá pelas 22:30 resolvi aceitar! Enquanto me arrumava continuava teclando com ele. Olhava para o armário tentando decidir: jeans ou vestido? Vestido! Vai que eu resolva facilitar as coisas...

Loucura 2: procurei meu celular para sair e descubro porque não recebi a ligação da minha amiga, tinha esquecido o celular dentro do carro, haviam 3 ligações dela, mas agora já era tarde, já estava no meio da loucura...
Saí de casa às 23:00 direto para o posto que ficava relativamente perto. Quando cheguei  ele já estava me esperando. Estacionei ao seu lado e abrir a janela, ele desceu e veio ao meu encontro. Conversamos por uns 5 minutos e decidimos ir para um estacionamento, numa prainha, que deveria estar sem movimento naquele horário. Ao chegar lá, vimos que não estava tão sem movimento assim, só havia lugar apenas para nossos carros. Estacionamos e vou para o carro dele...

Loucura 3: começamos a conversar, falei da sua ousadia, pois ele tinha aberto a cam, mas eu não, então ele não tinha ideia de quem estava indo encontrar... Rimos das desculpas que ele poderia dar, caso não gostasse do que tinha visto... Ele percebeu que de vez em quando, instintivamente por causa da dor que não tinha passado completamente, tocava na minha testa e perguntou se eu estava com dor, falei que estava um pouco. Ele me pediu para virar e começou a fazer uma massagem na minha nuca...


Depois de uns 5 minutos me massageando seu corpo começou a tocar minhas costa que o vestido frente única deixava a mostra (nesse momento soube que tinha escolhido a roupa certa...) logo sua boca acompanhou suas mãos no meu pescoço, ombro, virando delicadamente meu rosto e encontrando minha boca. 
Institivamente, meu corpo se virou... Aquele beijo era mais do que eu estava esperando, um beijo quente, molhado, suave no início e, ao poucos, aumentando a intensidade...

Quando percebi, ele estava, praticamente, em cima de mim, sua boca não desgrudava da minha, aquele beijo estava sugando todas as minhas forças... Sua mão começou a passear pelo meu corpo, subiu pela minha coxa, encontrando minha calcinha e afastando-a, passando seus dedos na minha bucettinha, explorando-a e sentindo-a completamente encharcada... A outra mão, abria meu vestido e acariciava meu seio, sugando-os, me deixando louca...

Por uma fração de segundos, percebi as pessoas ao redor... Ele me tranquilizou, a película não permitiria que nos vissem ali dentro. Mas aproveitei esse  momento em que ele se afastou para ir para o seu banco, quase ficando em cima dele. Minha mão começou a desabotoar sua calça e abrir o zíper libertando-o, não sei como ele aguentou ficar com ele dentro da calça, pois estava explodindo... Não resistir e comecei a passar meus lábio e depois a língua, delicadamente, por todo seu pau enquanto massageava com a mão... Ouvir gemidos e sussurros de quem estava adorando o que aquela estranha estava fazendo...


E eu estava adorando fazer aquilo... Alternava em sugar intensamente, passar a língua, roçar delicadamente os dentes, deixando-o bem molhado... Mas ele me puxou, me deu um logo beijo, me colocou no banco, colocou uma camisinha e veio por cima de mim... Nesse momento, um grupo de adolescente passa pelo carro e um deles se encosta próximo da janela, paramos, esperamos e pude ouvir: “acho que tem alguém aí dentro!”

Não pude conter o riso, um riso malicioso, aquelas palavras acenderam uma coisa em mim... Puxei ele e encaixei meu quadril no dele... A essa hora a calcinha já estava no banco de trás... Me ajeitei de uma maneira que seu pau não pudesse ir para nenhum outro lugar que não fosse para dentro de mim... E foi o que aconteceu!

Com a excitação, nada foi muito delicado, eu não parava de me mexer e naquela posição, seu corpo massageava meu clitóris ao mesmo tempo que ele socava com força numa velocidade perfeita... Logo estávamos gozando e sua boca sufocava meu gemido...

Ficamos ali abraçados por um tempo, nos beijando, os dois dizendo como tinha adorado os lábios do outro e prometi que iriamos repetir isso num lugar mais confortável, mas não porque não havia adorado aquela sensação de estar no meio das pessoas, era só mais uma desculpa para sentir seu corpo novamente...

Já passava das 4 da manhã quando voltei para casa com um sorriso nos lábios, quase sem poder acreditar que as duas fantasias que eu nutria há muito tempo tinham se realizado numa só noite: transar com um estranho e fazer isso num lugar público...

Foi assim que conheci o Loucura!  E , a partir desse dia, a palavra “não” fugiu do meu dicionário e ele me faz cometer verdadeiras loucuras (daí o seu nome) para ficarmos juntos novamente... 

Beijos quentes da Fênix...

8 comentários:

Eroticamente (In) Correto disse...

Realizar fantasias é tudo de bom né,... Duas ao mesmo tempo então é algo para poucos.



Bjuss do IN_ guria!

Satyro disse...

Tesão autêntico esta tua aventura...também eu ando numa de praticar a arte fodenga com desconhecidas, dá-me um tesão diabólico.
Beijinhos quentes.

DESIRE disse...

Hummmmmmm que relato delicioso!
Beijos prometidos

LadySiri disse...

Que loucura intensa e deliciosa Fênix!

Puro tesão!

Bjs

Ƹ̵̡Ӝ̵̨̄Ʒ Dorei Fobofílica Ƹ̵̡Ӝ̵̨̄Ʒ disse...

Eu já tinha lido sobre esta tua vontade de um desconhecido e fico feliz demais de ter sido tão delicioso, foi excitante, envolvente e fez pegar fogo aqui!

Beijinhos em ti, Fênix!

Deh... disse...

Que delicia Linda Fenix

Nada como ter suas fantasias realizadas...

Ohhh coisa boa...rsrs

Bjssss

SexyButterfly disse...

Ah, essas loucuras!!! rss
Minha primeira "loucura" foi bem parecida...rss
E elas fazem tãããão bem!!!!

Beijos borboléticos!

http://contoseroticosdeayeskaeamigos.blogspot.com disse...

uauuuu Linda Fênix...
Que loucura deliciosa!!!

Beijos doces e continue fazendo loucuras assim, afinal , o que importa é ser feliz!!! Carpe Diem!



Ayesk@