segunda-feira, 30 de janeiro de 2012

Um vizinho Loirão...

Eu morava em um bairro residencial em São Paulo onde entre uma casa e outra haviam muros bem baixinhos, daqueles que da pra avistar o que o vizinho está fazendo. De um lado da minha casa morava um belo moreno que era bombeiro da Aeronautica, havia se mudado pra la a pouco tempo, sabia o quanto era gostoso e adorava chamar a atenção e embora eu o achasse uma delicia eu fingia não estar nem ai, não dava o braço a torcer....kkkk, como é bom fazer isso, o cara ficava louco.....kkkk.

Bom... enquanto isso do outro lado da minha casa morava um loirão, esse eu conhecia desde sempre pois, ambos haviamos nascidos ali, não eramos intimos mas, tinhamos bastante amizade. Ele era lindo, alto, louro, olhos verdes, um corpão gostoso, um sorriso safado, louco por carros e principalmente motos. Tinhamos duas paixões em comum: cerveja e rock'in roll.

Eu tinha 18 anos e como toda garota dessa idade tudo que eu mais gostava era de curtir a vida. Num belo sabado de sol, acordei tarde e logo comecei a ouvir meu vizinho Loirão curtindo Queen e Led Zeppelin (seus preferidos), isso significava que ele estava na garagem de shortinho, sem camisa, tomando uma gelada e lavando o carro e a moto.

Aquele dia eu havia acordo daquele jeito....kkkk, rapidinho tratei de correr pra garagem pra dar um banho sensual no meu carro tambem, não demorou muito pra que eu ele (Loirão) estivessemos tomando uma cervejinha e jogando conversa fora ao som de Stairway to Heaven.



Enquanto eu lavava meu carro percebia os olhares dele sobre mim, aquilo me deixava louca, queria poder puxar ele pra junto do meu corpo, mas tanto a minha familia, como a dele estavam em casa, então ficavamos apenas nos comendo com os olhos. Ele era um pouco mais velho que eu, e como homem experiente sabia bem o que eu queria,  logo perguntou se eu estava namorando, respondi que não, ele disse que mulher como eu não podia ter namorado, linda, livre e mal intencionada..... dei risada.



Eu estava cheia de tesão, toda molhadinha, desejando sentir aquele homem, mas como ele me conhecia a tanto tempo e nunca havia tentado nada, achei que continuaria assim. Me despedi e entrei.

Fui para o banho, meu corpo estava em chamas, comecei a me tocar imaginando aquele loirão me possuindo e logo estava gozando. Que delicia!!



Sai do banho e resolvi ir ate a casa de uma amiga que morava a alguns quarteirões da minha casa, coloquei um vestidinho e sai a pé, ja estava anoitecendo e estava muito calor. Quando estava a caminho passei em frente a casa de um amigo e o Loirão estava lá conversando com ele, cumprimentei e continuei a caminhada, quando de repente uma moto pára ao meu lado, é ele que pergunta se quero uma carona, digo que sim e subo na moto.

Saimos sem rumo, ambos sabiamos o que o outro queria, o quanto estavamos nos desejando,  fomos parar num cantinho na Serra da Cantareira, ja totalmente escuro, descemos da moto, ele me agarrou e me beijou com força, me puxava pra junto do seu corpo, suas mãos percorriam todo meu corpo, acariciava meus seios, me apertava, enfiava a mão na minha bucetinha molhada, seu cheiro de macho me enlouquecia, sua pele quente, eu estava ainda mais louca de desejo.



Comecei a acaricia-lo tambem, não era preciso muito esforço pra perceber o quanto seu pau estava latejando, louco pra sair de dentro daquela bermuda, rapidinho puxei ele pra fora e comecei a me esfregar nele que enlouquecia mais a cada movimento, encostei na moto e levantei uma das pernas, deixando minha bucetinha livre pra que ele pudesse chupa-la a vontade. Que delicia, quanto tesao, aquele Loirão finalmente era meu, ali de joelhos, me lambendo, totalmente entregue aos meus desejos.



 
Levantei ele segurando pelos cabelos, e lhe dei um beijo guloso, depois me virei de costas, apoiei as minhas mãos e mandei que metesse forte na minha bucetinha, enquanto eu me masturbasse, ele obedeceu rapidinho, e em uma fração de segundos seu pau grande e grosso, estava totalmente atoladinho na minha bucetinha, meteu forte, me segurava pela cintura com força, puxava meu quadril contra ele e metia cada vez mais e mais forte até que explodimos num gozo delicioso,  o lugar era bem isolado então podemos gemer alto. Que trepada deliciosa, quanto desejo, quanta vontade. Foi simplesmente incrivel...


 
Nos arrumamos e eu pedi que ele me levasse logo de volta pra casa afinal, ja fazia algum tempo que eu havia saido e nao estava previsto que eu me demoraria. Ele então me levou de volta, me deixando onde havia me pegado.

Depois disso nossa amizade continuou normalmente, um pouco mais sapeka é bem verdade, ninguem nunca soube, afinal de contas, não havia necessidade nenhuma de contar a alguem, foi delicioso pra ambos e isso era o que importava.


10 comentários:

Von disse...

Dassss...Um gajo tem que deixar de aqui vir pela manhã, ates de ir trabalhar...já não é a primeira vez que as gajas, lá no trabalho, me dizem que chego com um chumaço nas calças...

Hot Spot disse...

Bela história...cheia de tesão...

HOT SPOT NO MSN:

hotspotonline@hotmail.com

deisinha disse...

Adorei!Delicia de conto!Bjks♥

FilipeSan disse...

Muito gostosa a história! Deu inté tensão! hehe

Ótima semana a todos do Diário!!
Beijos!

{Mansinho}_da Loirinha disse...

....BOM DEMAIS MINHA AMIGA.... OS DETALHES, AS IMAGENS, O TESÃO.... SALVE ESSA BOCA GULOSA E O LOIRÃO.... PQP QUE TESÃO.... BJS TRIPLOS E UMA SEMANA ASSIM PARA VC LINDONA.... INTÉ....

Eroticamente (In) Correto disse...

Adorei te ler,... Como sempre né Feiticeirinha,...




Beijo do IN_

LÁBIOS DE MARIAH disse...

Uau vou te contar que estou pegando fogo depois de ler isso...Delícia de texto, fico imaginando como foi boa essa aventura!!! Bjinhos

ღ Míìh..ღ disse...

Hummmm...Que delicia!!!

LOIRINHA KSADA... disse...

Hummm gata ... Nada como fazer a BOA política da vizinhança ..rsrs Também ... com um vizinho desses... eu lavava o carro duas vezes por semana..rsrs o meu, o dele, e mais algum se precisasse.. rsrs adoreiiii e a música ... ah tbm já "aprontei " curtindo este som... rs bjs bjs bjs nessa boca deliciosa...

SexyButterfly disse...

Eita que eu nunca tive um vizinho loirão desses!!!

beijos borboléticos!