segunda-feira, 19 de março de 2012

Mundo de Fantasia

AAAAAAAhhhhhhhhhhhhhhh!!!!!!

AAAAAAAAAAAAAAAAhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhh!!!!!!!

Ela já não aguentava mais aquelas conversas ridículas, aquelas pessoas fingindo saber mais do que realmente conhecem, aquela ostentação... mas, pior, não suportava ser obrigada a estar naquele ambiente. Aquela rigidez de regras a enfurecia. Não a interessava saber que décadas atrás era ainda pior, afinal ela vivia no presente, não na idade das trevas. E a argumentação das pessoas "normais" de que o mundo era assim mesmo simplesmente carecia de qualquer argumento minimamente sólido.

Resolveu dar um basta. O grito foi apenas uma forma de extravasar a decisão que havia tomado. Se aquele mundo em que vivia estava sufocando-a, então que criasse um mundo somente seu para poder viver como gostaria.

Apesar de morar na cidade grande, parecia que estava limitada somente àquele bairro chique em que sempre haviam estado. Cercada por muros, seguranças, câmeras. A vida real verdadeiramente não estava por ali. A noite seria longa.

Então simplesmente sumiu. Primeira parada: um hostel na parte fervilhante da cidade. Ali começou a se sentir uma pessoa de verdade. Finalmente estava conseguindo ver pessoas diferentes, ouvir opiniões diversas, debates intensos sobre o tudo e o nada. Às vezes apenas boas risadas, nonsense, brincadeiras quase infantis... mas sempre sorrisos verdadeiros, abraços calorosos, olhares ardentes.

E quando já estava se sentindo parte do ambiente, veio o convite para conhecer um lugar ainda mais interessante, no dizer do novo casal de amigos que havia feito. Ele não era de se jogar fora, mas ela... hummmmm.... ela era atordoante... não saberia dizer se eram os olhos penetrantes, o jeito como flutuava ao andar, o corpo perfeito debaixo do vestido justo... ou o sorriso mais do que cativante... convite feito, convite aceito.

E foram os três para não muito longe dali. Era uma mansão elegante, não muito diferente daquela onde morava. Mas o público era outro, jovem, alegre, parecia que todos se conheciam, todos se cumprimentavam, todos a cumprimentaram. Eram simpáticos, alguns lindos outros exóticos, mas o que mais chamou sua atenção foi a forma como sua amiga a conduziu ao longo do caminho até o centro da sala principal onde havia um bar ao canto, sofás espalhados por todos os lados e uma pista de dança central... a música fazia seu sangue borbulhar, estava hipnotizada pela iluminação, pelas mãos amigas que caminhavam por suas costas, seus braços, suas mãos... pelas frases certeiras sussurradas no seu ouvido.

Em determinado momento percebeu que algumas mulheres ali estavam bem mais à vontade no que diz respeito às vestimentas. Não sentiu vergonha. Ao contrário, admirou-as pela atitude. Ela não sentia, ainda, a coragem necessária... e a música mudou um pouco o ritmo, e imediatamente sentiu-se levada pela amiga para o centro da pista, uma dança sensual teve início... elas, somente as duas ali... e sua amiga a envolvia, soltava, deslizava, navegada ao redor, puxava-a para perto, rostos colados, lábios colados, línguas unidas... aquilo era novo, diferente, excitante, proibido, divertido, intenso... sentiu mãos tirando suas roupas, que não eram muitas... ficou nua em pelo sentindo a sensação da liberdade, sentindo mãos, lábios, língua por seu corpo... pernas que se cruzavam e que se encaixavam... seios de encontro aos seios... seios de encontro às costas... uma xaninha molhada na bundinha... 



Agora sentia alguém agachado a sua frente, cabelos longos, uma de suas pernas sendo elevada e colocada sobre os ombros da amiga, uma língua passeando por seu sexo... arrepios... a língua era quente, deslizava com perfeição... arrancava suspiros e gemidos... pausa... os lábios eram frios, mordiam com perfeição... arrancavam gritinhos... pausa... agora era uma mistura de fogo e gelo por dentro dela, sentia beijos, mordidas, chupadas, dedos... tudo ao mesmo tempo... não sabia mais o que sentia... o corpo começava a tremer... as pernas estavam fraquejando... mãos seguravam sua bundinha enquanto sua xaninha era devorada... as poucas vezes em que conseguia abrir os olhos percebia que eram o centro das atenções... e aquilo a deixava ainda mais excitada e não tardou a gozar intensamente enquanto a amiga sugava todo seu mel que brotava incessantemente...

E foi abraçada por trás... braços fortes que a viraram de frente... era o namorado da amiga... mas estava diferente, algo havia mudado completamente... os olhos eram agora penetrantes, como os da amiga, intensos, um sorriso demoníaco e encantador... estava sem camisa e era possível ver um tórax bem trabalhado, mas o que realmente realçava era uma tatuagem bem onde deveria ser o coração... um Espantalho??? Com uma cabeça de abóbora??? Com certeza ela estava vendo coisas... principalmente pq aquela tatuagem parecia viva, saltava sobre a pele, alto relevo, tridimensional... assustadora.




E foi beijada... o que era aquilo... força, suavidade... foi suspensa no ar, abraçada pela cintura e quando desceu percebeu que ele estava nu, caralho em riste... sua xaninha tocou a cabeça do pau do namorado da amiga... lentamente foi se encaixando... ele se equilibrava e a equilibrava de maneira perfeita... ela desceu completamente... agora, com o caralho enterrado, viu-se a rebolar dengosamente ao som da música ambiente... e ele ajudava no movimento, usando os braços e o quadril... mais uma originalidade daquela noite inusitada... e como estava adorando as novas travessuras... e não se espantava mais ao ter a certeza de continuar sendo o centro das atenções, nem ao ver aqueles olhos verdes brilhantes a sua frente percorrendo cada milímetro do seu corpo visível, nem de sentir aqueles dentes delicadamente mordendo seus mamilos, aquela boca sugando seus seios, aquelas mãos por suas costas, nuca, bunda... estava entregue... e queria se controlar, manter aquelas sensações por todo o sempre...

E teria conseguido se não fosse a amiga querer participar da brincadeira e transformar o dueto em um triângulo mágico... agora estavam em um único movimento, a coreografia perfeita... ela sendo dominada com maestria... ela sendo levada às alturas... ela atingindo novamente o êxtase... um caralho socado até o talo... uma boca masculina num dos seios... lábios femininos nos seus lábios... dedos femininos no seu cuzinho... estava completa... estava feliz... estava inebriada...



Silêncio... silêncio...

Escuridão total... olhou em volta... nada visível... nenhum movimento... nenhum som... estava deitada... nua... tateou ao redor... percebeu objetos familiares... tocou um abajur... acendeu a luz... desespero... inacreditável... estava em seu quarto... fora apenas um sonho... inacreditável... estava molhada, ensopada para ser mais exato... gozada... desfaleceu novamente com lágrimas nos olhos.

Acordou de mau humor, tomou um banho longo... as lágrimas se misturaram à água fumegante... trocou-se, desceu, não falou com ninguém... saiu desesperada pelo portão da casa... um aperto no peito.

Assim que chegou a calçada percebeu um carro parado em frente a sua garagem. Não conseguia ver se havia alguém dentro, porém uma pessoa estava em pé apoiada no veículo, de costas para ela... e se voltou quando ouviu-a se aproximar... o rapaz deu a volta no carro e se dirigiu a ela... aqueles olhos verdes... penetrantes... o sorriso diabólico, encantador... usava uma camiseta com um espantalho no peito... abriu a porta de trás para que ela entrasse... nenhuma palavra dita... no banco de trás já se encontrava sua amiga do sonho... nua.... magnética... avassaladora... sorridente...

E ela não titubeou... entrou naquele mundo de fantasia para nunca mais retornar.







Para começar a semana, escolhi um texto delicioso,

 muito bem escrito pelo meu sempre Sedutor 




Espero que todos tenham gostado.

Uma semama de Sonhos e Magia pra vcs

Beijos carinhosos
Deh


7 comentários:

Bem Resolvida disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Bem Resolvida disse...

adorei o conto. muito parecido com a fantasia que eu tenho (uma parte dela já até foi realizada). uma vez postei um conto semelhante http://bemresolvidanavida.blogspot.com.br/2008/11/imaginao-tudo.html

Mr. Scarecrow disse...

Olá mocinha... sou suspeito pra falar do conto... kkkkkk... mas é uma honra tê-lo postado aqui no DB... quem sabe ele não vire uma inspiração???? kkkkkkkkk

Milhões de beijos a ti, minha amada Deh...

Eroticamente (In) Correto disse...

Adorei Feiticeirinha. Podíamos convidar nosso amigo para algumas participações especiais por aqui.
O que vcs acham?


Beijo do Capetão à mais este Casal Hot da Nau (Torço por vcs)

EU SOU NEGUINHA disse...

O que delicia de conto...
Adorei
Beijos em vcs

SexyButterfly disse...

Já havia lido no Recanto.

Muito bem escrito e inspiradíssimo numa música maravilhosa.Muito bom!

beijos borboléticos aos dois!

ღ Míìh..ღ disse...

Que loucuraaaa!!
Delícia

Beijos