sexta-feira, 23 de dezembro de 2011

O despertar (LadySiri)


Eu estava em uma festa muito interessante. Encontrei pessoas que não vejo ha muito tempo. E conversávamos animadamente. Conheci também outras pessoas com as quais conversava em outras línguas e com muita fluência.
 Foi então que conheci um homem enigmático, interessante e muito sedutor. De uma beleza peculiar, não convencional. Tivemos uma sintonia imediata e nos sentamos juntos em um pequeno sofá junto com um grupo de amigos. Enquanto todos conversávamos ele acariciava minhas coxas. Ahhh...a fricção quente daquelas mãos foi me fazendo ficar molinha, intumecida e toda molhada. Eu estava febril. Ele me olhou e sorriu. Meu coração batia forte, o frio no estômago. Fomos nos aproximando e ficamos assim por uns instantes, apenas sentindo o calor das nossas respirações ofegantes. O cheiro de animais no cio. Tocamos de leve nossos lábios e nos beijamos num crescente. Eu já totalmente entregue à viajem do beijo quando, de repente ele parou e me disse: Não gostei! Tá esquisito esse beijo. Fiquei totalmente incrédula do que 
estava acontecendo. Ele levantou-se e simplesmente foi embora. Eu fiquei ali, encharcada e desconcertada. 
Então uma linda mulher loira que estava com nosso grupo, se levantou e veio até mim oferecendo uma taça de vinho com um largo sorriso nos lábios. Ela foi tão simpática e acolhedora que fiquei magnetizada por ela. Era realmente linda. 

Sem falar nada nos levantamos e fomos até o estacionamento, entramos no meu carro e ela começou a me acariciar...meus cabelos, meu rosto, e com um olhar doce ela roçou as costas das mãos em meus seios. Meus mamilos já rijos gritando para serem chupados. Minha bucetinha latejava e escorregava de tanta vontade, enquanto eu dirigia. 


Chegamos a uma belíssima casa, ampla,decorada com muito bom gosto. Fomos direto ao quarto. Ela tirou a blusa e deixou a mostra aqueles seios lindos, pele alva, quente e macia. Chegou bem pertinho de mim oferecendo os peitos na minha boca enquanto ela abria o zíper do meu vestido. Que seios deliciosos. Senti os mamilos ficarem imediatamente duros na minha boca. Ela tirou meu vestido, e me beijou. O beijo mais doce que já senti na minha vida. Eu já estava toda derretida a essa altura. Ela me lambia o pescoço, depois voltava e me beijar. Começou a acariciar minha bucetinha que já estava toda  melada e inchada, o grelo muito durinho e tudo escorregando, eu rebolava gostoso na mão dela. Me abria como uma puta enquanto ela mamava meu seios. Ela foi me banhando o ventre com sua língua quente e encharcada. Eu estava entregue aquelas sensações como criança diante de uma mesa de guloseimas. 

Eu queria tudo. Então senti sua boca quente na minha buceta. 
Com delicadeza ela lambia tudo, até o cuzinho. Depois se dedicava ao grelinho enquanto metia dois dedos na minha vagina me fazendo delirar. Mas eu queria mais...eu queria chupar aquela mulher, já que eu nunca tinha estado com outra mulher. Eu estava louca pra lamber a buceta suculenta daquela mulher maravilhosa. Queria sentir ela rebolando na minha boca.

Puxei ela pra cima e a beijei me deliciando no gosto do meu próprio mel. Enfiei a mão na buceta dela, que estava pingando e percebi que estava muito inchada. o grelo era enorme e crescia enquanto o acariciava...e ele não parava de crescer, e estava muito duro! Até que ficou todo pra fora e pra minha surpresa, eu estava com um pau enorme na minha mão!!! Uma rola enorme e linda, pulsante e todo babado! 
Olhei pra ela, incrédula, que, com o mesmo sorriso doce me disse: Sou hermafrodita.

TRRRRRRRRRRRRRIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIMMMMMMMMMMMMM...É meu despertador...acordo desnorteada, não quero despertar do meu sonho...agora quero meter naquela rola deliciosa. Quero chupar aquela mulher...sei lá!! 
Me toco e sinto como estou intumescida, molhada, latejando...só me resta tocar uma siririca bem gostosa...nesse estado de torpor, sinto a respiração pausada do xerife, que dorme tranquilamente ao meu lado. Estico minha mão e sinto seu membro, que ao meu toque dá logo sinal de vida, latejando e crescendo com meus carinhos...não sei direito o que é sonho e o que é realidade, já que estamos naquele estado entre o sono e a vigília...mas nos encaixamos de modo que o sinto o membro rijo e quente me penetrando. E naquele movimento gostoso de vai e vem, vamos voltando à realidade como dois animais copulando ao nascer do sol. 

Embalados pela música do meu despertador: Time de Pink Floyd




10 comentários:

Eroticamente (In) Correto disse...

Até sonhar você sonha em grande estilo. tudo tão intenso e tão excitante que bem poderia não ser penas sonho né,...rsrs





Beijo Ladyliça.

SexyButterfly disse...

Hehehe... Sonho bom esse!
E que despertar melhor ainda!!!

Beijos borboléticos!

deisinha disse...

Puxa que sonho maravilhoso rsrs!Desejo feliz natal!Bjs♥

Deh... disse...

Não sei dizer o que achei mais gostoso, se o sonho ou o despertar...rsrs

Delicia, minha linda!!!

Bjssss

Deh... disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Linda Fênix disse...

Uau! Concondo com a Deh, não se o q me excitou mais...
Delícia de post, me acendeu aqui!

Beijos quentes em ti...

Ƹ̵̡Ӝ̵̨̄Ʒ Dorei Fobofílica Ƹ̵̡Ӝ̵̨̄Ʒ disse...

My Lady, para mim o despertar foi tudo de bom, nada como sexo ao acordar, é simplesmente delicioso!

Beijos e Feliz Natal para ti!

Mr. Scarecrow disse...

kkkkkkkkkk... esses sonhos são ótimos... principalmmente quando tudo é tão real e descrito com tanta intensidade... e aí vem a surpresa aos leitores... kkkkkkkkkkk... muito bom...

bjs

Sr. E

Derek Dick disse...

Sirizinha, que sonho foi esse??!!

Que delícia...epra fechar ...Pink Floyd?

Assim me derreto todo...

Beijos molhadinho
Derekinho

Unknown disse...
Este comentário foi removido pelo autor.