quinta-feira, 22 de dezembro de 2011

A primeira vez...

Resolvi encontrar com o Belo Homem depois de quase 6 meses teclando no MSN. Ele sempre me convidou para tomar um café e nós conhecermos. No início não tínhamos muita, digamos... intimidade no chat, mas com o tempo fomos descobrindo coisas em comum...  ou melhor fui descobrindo que as coisas que ele fazia, eu também queria experimentar!
Desde o início ele me confidenciou algumas fantasias secretas e se surpreendeu quando disse que não ficava escandalizada como elas e, ao contrário, também gostaria de poder participar...

Uma noite, no meio de uma conversa, perguntei o que ele estava fazendo e ele disse que estava vendo uns vídeos, pedi para ver também (eu adoro uma pornografia, afinal sou uma voyeur!), ele me passava os links e víamos juntos.  Não aguentei de tanto tesão e acabei me masturbando com aqueles vídeos ao mesmo tempo que teclava com ele, foi o melhor orgasmo sozinha que já tive, ou melhor...  orgasmos, pois fora 3 seguidos.

Depois dessa noite as coisas começaram a esquentar e resolvi que já estava na hora de aceitar o seu convite.

E esse dia chegou. Seu voo faria uma conexão aqui de 4 horas, combinamos que eu iria encontrá-lo no aeroporto. Sempre deixamos claro que se não rolasse química, não ficaríamos juntos, mesmo que esse encontro fosse num motel, pois seria o local onde me sentiria mais segura.

No dia combinado, tomei um longo banho coloquei um vestido sem alças, sandálias altas, passei um perfume delicioso em lugares estratégicos e fui para o aeroporto com aquele frio na barriga de quem estava indo para sua primeira aventura.
Parei na frente do aeroporto e esperei... meu coração quase parou quando ele bateu no vidro... explicou que teria que fazer o check-in antes e se eu o esperaria... depois de, finalmente, ver aquele sorriso ao vivo, claro que eu esperaria! Na hora soube que aquela química, que eu não sabia se sentiria, apareceu a mil!

Esperei... e quando ele chegou, me perguntou onde iríamos, fomos direto para a o motel mais perto, mas ficamos preocupados com a fila que se formava em direção ao aeroporto, então resolvemos voltar.
Ele sugeriu estacionarmos em algum lugar para conversar, mas a essa altura eu já estava quase tirando a roupa no carro de tanto desejo... E, sem falar nada, dirigir direto em direção a outro motel.

Quando chegamos lá, bateu a timidez...

Ele percebeu minha hesitação, olhou para mim e me pediu um abraço, até esse momento não tínhamos nos tocado ainda.
Abraçou-me carinhosamente, começou a beijar meu pescoço, a sussurrar no meu ouvido, dizendo como eu estava cheirosa... Isso foi acabando com as minhas fracas resistências... Em seguida, me tomou num beijo, não foi um beijo delicado como seu abraço, mas um beijo urgente de quem já tinha esperando muito tempo, de quem necessitava do outro corpo. Seu corpo roçando no meu, suas mãos passeando pela minha pele e eu procurava me encaixar, sentindo o quanto ele me queria...

Não sei dizer quanto tempo ficamos assim, mas minhas pernas começaram a amolecer...
Precisava me recompor um pouco... Pedi um tempo para mim e fui ao banheiro. Olhei-me no espelho, pensei  no que estava fazendo e nesse momento tive a certeza de que estava no lugar que queria estar, fazendo exatamente o meu desejo ordenava. Pela primeira vez em muitos anos, eu não estava fazendo nada para os outros, estava vivendo apenas para mim, para as minhas sensações.

Voltei para o quarto, ele estava sentado na cama, me chamou para sentar junto dele, disse que queria conversar... Sentei ao seu lado ele olhou para mim, me empurrou na cama e ficou por cima de mim, me beijando... a boca, o corpo... suas mãos explorando meu corpo, tirando minha calcinha, meu vestido.

Ele tirou a camisa e deitou em cima de mim novamente, precisava tocá-lo, queria senti-lo em minhas mãos! Com ele ainda em cima de mim, tirei seu cinto e desabotoei sua calça, com uma mão (nem sabia que ainda conseguia isso, rs). Quando o tive em minhas mãos pude ter a certeza de que era como imaginava... grande, grosso pulsante...

Queria tocá-lo mais, coloca-lo na boca e chupá-lo freneticamente, mas não consegui, eu estava submissa aos desejos dele, logo ele estava dentro de mim, empurrando com força, me fazendo gemer de tanto prazer...


E assim foi todo o tempo, ele me colocando em todas as posições, me dizendo o que fazer... A única vez que estive um pouco no controle foi quando fiquei por cima dele, cavalgando-o, sentindo ele bem fundo, mas não fiquei assim por muito tempo, ele logo me derrubou e me deixou a mercê dele novamente...

E assim foi, até eu gozar forte junto com ele e cair exausta...
Pela primeira vez eu estava totalmente à disposição de um homem, deixando ele me satisfazer e fazendo o que ele queria.
Isso foi diferente, excitante e maravilhoso...

Depois de um banho juntos, o deixei no aeroporto com a promessa de que haveria muitas vezes como aquela.
E houve, mas foi diferente, não fui tão submissa... Mas essa é outra história...

Beijo quente da Fênix

11 comentários:

Eroticamente (In) Correto disse...

Grande, pequena e poderosa Fênix. Fazendo-nos todos voar junto com vc em suas transformações. Levando-nos em tuas asas não tão frágeis e nos mostrando que renascer é possível sim. Você é o exemplo disso!




Beijo do Capetão!

Ƹ̵̡Ӝ̵̨̄Ʒ Dorei Fobofílica Ƹ̵̡Ӝ̵̨̄Ʒ disse...

Linda Fênix, esta foi uma 'viagem' deliciosa a postura tranquila e decidida dele é tudo de melhor que pode haver em um homem, de saber por uma mulher submissa, de se por no controle e exatamente por tudo isto fazê-la se sentir a mulher mais feliz e desejada do mundo naquele momento, não tem coisa melhor no sexo. ADOREI!!!

Beijinhos em ti!

SexyButterfly disse...

Sabe... Por aqui já está um calor "do cão"... temperatura do "termômetro" que não pára de subir... e vc ainda me escreve uma coisa dessas? Assim eu viro lagartixa!!!!kkkk

Adorei esse encontro de vcs!Sabe que bem que eu queria buscar "alguém" num aeroporto, mas tá difícil, viu....rsss

beijos borboléticos!

JK disse...

É exatamente assim que eu gosto...

Tensão, tesão, desejos e o ato consumado... rs

Me vi em todas as cenas...

Uma leitura daquele jeito: excitante...

Bjs Até daqui a pouco

EU SOU NEGUINHA disse...

Que delicia de leitura...uiii

Natal do UNI VERSO

Almas amigas,
Há diversas galáxias em ti mesma.
É só uni-las em teu coração e integrar-te ao Grande Uno.
Transforma tuas limitações em profunda paciência e aprendizado.

Transcende teu pequeno eu e sente o Grande Invisível inspirando a expansão de tua consciência.
Opera em ti mesmo a grande transmutação.
Galga os degraus da luz e chega à plataforma do infinito.
Viaja pelas linhas invisíveis do Amor e entra no coração do Universo.
Navega pela tua própria divindade e saúda a todas as consciências.
Abraça a consciência cósmica e mergulha no Grande Invisível, além de teu pequeno eu.

Alma amiga,
Percebe o Uno em teu coração.
O Grande Além te saúda e diz:
"Segue firme em teu trabalho.
Inunda as dimensões com a luz espiritual.
Une as galáxias em teu coração e sê feliz!”


- Delfos* -
Um Natal cheio de Paz,Amor,Felicidade e Harmonia

Beijos com carinho
{Nega}_(V) e (V)ARQUÊSDESADE

Naninha disse...

Viajei junto com vc e fiquei mais agitada ainda, com vontade de um encontro assim tão delicioso quanto o seu!!! Bejinhos em vc.

Fernanda e Dione disse...

que delicioso relato ...adoreeeii bjus

LadySiri disse...

Uiii que delícia Linda Fênix! Deu uma vontadinha....rss...Conto delicioso.

Beijos

deisinha disse...

Delicia de conto!Adorei bjs

Mr. Scarecrow disse...

Essas primeiras vezes são ótimas... ainda mais quando aquela química que pensamos existir se torna ainda mais forte e real do que apenas imaginávamos...

bjs

Sr. E

Derek Dick disse...

Linda...que dizer?

Aeroporto...primeira vez...sentimento de urgência...

Que delícia isso...

Beijosmolhadinhos
DD