quarta-feira, 28 de dezembro de 2011

Um Conto de Safada (Por Loirinha)

Era uma vez uma garota que vivia em um mundo de fantasias a serem realizadas...
Ela não teve paciência de esperar que um príncipe chegasse para realizar seu desejo maior .... Se tornar MULHER... E antes mesmo que menstruasse pela primeira vez, não agüentando mais a curiosidade de sentir aquela xaninha que era seu alvo de distração todas as noites sozinha invadida por uma pica de verdade.... E  ela decide que “resolveria” esta urgência na noite do baile que se aproximava. Seria naquele carnaval que ela se “diria mulher”... Enquanto vestia sua linda fantasia , dizia para sua SAfada amiga : “Hoje vou dar para o primeiro que aparecer!”... E antes que o baile terminasse, ela não havia perdido seu lindo sapatinho, e sim sua virgindade. Mas que tolice....
Acreditar que ter dado pela primeira vez a tornasse MULHER, mas pelo menos ela se sentia muito bem em ter tido sua primeira experiência sexual....
E o tempo passava, e ela beijou ( e trepou) com muitos príncipes que viraram sapos, muitos sapos, que continuaram sapos, e até já beijava pererecas, buscando sempre “se sentir mulher”.Neste reino, uma garota que tivesse este tipo de comportamento recebia um curioso título... GALINHA ... Mas ela não se incomodava com títulos adquiridos, e continuava a realizar suas fantasias ...Sem se permitir viver um relacionamento que “a prendesse”, Até que conhece um homem, bem mais velho que ela, e sem que ela percebesse, a cada vez que saiam, estava mais e mais envolvida... Mas ela tentava resistir aquele homem, mas ele a encantara como nunca nenhum outro havia encantado... Ele  ia trazendo a “MULHER” que ela tanto queria SER a cada dia, e quando ela se sentiu totalmente apaixonada por aquele homem (ou príncipe?..), uma sensação até então desconhecida a ela a tomou... A vontade de ser só dele. Então ela não desejava sair com mais ninguém que não fosse ele... O tempo foi passando, e um belo dia (ou nem tão belo assim), ela descobre que seu príncipe, estava saindo com uma amiga sua também. A mocinha chorou, sentiu amargos sabores , e se sentiu uma idiota por ter sido “fiel “ aquele homem por tanto tempo, contrariando todos os seus instintos de liberdade, mas ainda assim, sabia que aquele amargo gosto estava incluído no “SER MULHER’.... Naquele reino, as moças já eram criadas sabendo que um dia passariam por isso , cedo ou tarde, mas para ela, isso poderia ser diferente....
E foi quando ela resolveu dividir aquele SEU príncipe com a “OUTRA”.
Mas com uma condição, ela seria A AMANTE dele, e a “outra” não poderia nem desconfiar que eles tinham um caso. Nesta fase, ela saía também com quem quisesse, e isso a deixava numa posição deliciosamente adequada. Anos se passaram, e a “outra” engravidou, e o príncipe casou-se, mas isso não modificou muito a rotina deles, apenas os horários dos encontros havia mudado... Anos se passam, e o príncipe a cada dia se queixava mais e mais de sua vida de casado, mas também não se esforçava para mudar aquela situação alegando sempre os filhos pequenos serem o motivo de manter o casamento.(Mas isso é outro tipo de Conto... o da “Carochinha”... rs), mas ela nem queria mesmo que ele se separasse, afinal, sendo ele casado, ela não “deveria “ nenhuma exclusividade ao seu príncipe. E assim, continuava vivendo com liberdade de realizar suas fantasias com quem quisesse. Mas depois de tanto tempo(anos), o príncipe se sentia cada vez mais insatisfeito com aquela situação, as aventuras da mocinha , e a Bruxa (como ele chamava a “outra”), e ela que nem acreditava em bruxas, mas que elas existiam... rsrs Ahhh teria que existir... rs Em qualquer conto... ou canto... Sempre haveria uma bruxa que não satisfizesse um príncipe por aí... Mas enfim... O príncipe num lapso de surto, conta a bruxa sobre a moça... E a bruxa furiosa, vem ao encontro da moça despejando toda sua fúria e profetiza uma frase .... “Um dia, você terá um marido, e ele a pegará na cama com outro...  e todo o mundo saberá a SAFADA que você é !”.
A bruxa se separou do príncipe, mas a mocinha não o queria como marido, e nunca o quis. E ele então se tornou apenas mais um dos homens com quem ela saia...
E assim se passaram quase 15 anos... E a mocinha, já se sentia uma MULHER ... Vivida, experiente, que achava saber o que quer, até que em uma noite, num barzinho  conhece um belo e Manso jovem (mais jovem que ela) e na mesma noite diz a  amiga que estava com ela : “Vou me casar com este homem, e viver UMA VIDA com ele “. A amiga diz a mocinha que ela já deveria ter bebido demais, mas ela SABIA o que estava dizendo...
A primeira noite deles, não poderia ser “convencional”, afinal, quase nada na história desta mocinha poderia ser... E ela o pega de jeito no apartamento de uma amiga deles, numa noite após terem bebido um pouco além da conta, durante uma reunião neste apto, e o joga numa cama, abocanhando sua pica, e dando a ele a noite de sexo mais “selvagem” que até então tivesse tido. O dominando o tempo todo totalmente. Passaram-se 3 meses, e estavam casados, e passados alguns anos que se cumpre a “profecia” da Bruxa ... E lá estava ela, com outro na cama, e seu marido a vendo... Só que com o pau latejando de tesão, e também acertou a Bruxa em dizer que um dia saberiam a SAFADA que ela é! Mas o que a Bruxa também não previu, foi que a mocinha mesma fez questão de CONTAR para todo mundo.... E no encantado reino da mocinha e seus príncipes, sempre foram felizes para sempre .... Para sempre em que estivessem juntos, ou para sempre que ela encontrasse outros sapos, pererecas ou príncipes pelos caminhos... Do reino onde as fantasias TEM QUE SER SEMPRE REALIZADAS....
(Este é mais um CONTO DE SAFADA da vida real, de uma mocinha conhecida hoje como Loirinha Safada ...ops.. rs Loirinha Ksada!!!).

8 comentários:

Eroticamente (In) Correto disse...

Isso me lembra Nelson Rodrigues em "A Vida como ela é". Esta princesinha, embora a precocidade, é apenas mais uma entre tantas e tantas princesinhas que dão-se o direito de viverem suas fantasias (as decepções são inerentes), mas os louros colhidos pelo caminho, estes ninguém os rouba e eles chamam-se vivências, chamam-se "história". Quanto as bruxas, elas existem sim, conheço uma em especial,... kkkkk. Mas não vamos dar à elas mais importância do que elas merecem, vamos sim é torcer para que nossa princesinha e o noss príncipe em questão tenham todos os finais felizes que merecem e, mais que isso, tenham novos começos ainda mais saborosos, pois que esta é a natureza de ambos e contra isso não se luta.



Que 2012 seja pequeno demais para nós todos!

Beijo do IN_

SexyButterfly disse...

Adoro esses contos de fadas safados!!!

beijos borboléticos!

bell - hallucinating disse...

kkkk, oh delíciaaaa! esse povo sabe se divertir ^^
feliz ano novo

Mr. Scarecrow disse...

kkkkkkkkkkk.... muito bom... muito bom mesmo... vc sintetizou divinamente toda a estória (história)... rsrsrsr... e, sim, ainda bem que a Loirinha Safada Kasada vive nesse reino onde as fantasias TÊM QUE SER SEMPRE REALIZADAS....

bjs

Sr. E

EU SOU NEGUINHA disse...

Delicia de conto Loirinha linda..
Saudades de ti

LadySiri disse...

Princesa Loirinha Safada, muito prazer. Eu sou a Chapeuzinho In_correta, rssss, sim pq depois que o primeiro Lobo Mau me comeu, nunca mais parei kkkk. Hoje a Loba sou eu, disfarçada de Chapeuzinho...adorei a (his)estorinha. Beijos.

Linda Fênix disse...

Se todos os contos que lemos na infância fossem assim, o mundo estaria recheado de princesas safadas mas muito, muuuuito felizes!!!!

O "conto" ficou perfeito, L.
Saudades de ti, guria!

Lindona, esse ano foi uma caixa de pandora para ti, de onde saíram contos do arco da velha! rsrs
Vamos combinar que foi ano bem vivido, né?
E o que posso dizer é que desejo nessa entrada de anus, ops, ano nada menos que toda a felicidade do mundo para vocês e para esse bebe lindo que está sendo aguardado com muito amor e carinho.

Beijo carinhoso em vocês ;)

Ƹ̵̡Ӝ̵̨̄Ʒ Dorei Fobofílica Ƹ̵̡Ӝ̵̨̄Ʒ disse...

Loirinha, minha querida, a tua princesinha tem a força de uma mulher que sabe o que quer, que sabe escolher ser feliz, independente do que pensam os outros, assim como voce.
Não pude deixar de te ver nela...

Beijos em ti e Feliz Ano Novo para os três!